Hino

Enviados de plagas distantes
Mensageiros de um nobre ideal
Proclamaram mensagens vibrantes
Um legado de amor sem igual.

Com trabalho, esforço e constância
O progresso iniciou a sorrir
Transformando a Boa Esperança
Em celeiro de um belo porvir.

Colorado, ó terra querida
Ouve a voz jubilosa que diz:
És meu orgulho! O meu alento!
És o chão que minha alma bendiz
És minha glória! O meu encanto!
És o berço de um povo feliz.

Na cultura dos antepassados
Surge a fonte de um novo saber
Hoje, a vida dos filhos honrados
É certeza de nobre viver.

Este povo altaneiro e pujante
Na cidade e nos campos em flor,
Inspirado na fé, segue avante
Numa senda de paz e de amor.

Colorado, ó terra querida
Ouve a voz jubilosa que diz:
És meu orgulho! O meu alento!
És o chão que minha alma bendiz
És minha glória! O meu encanto!
És o berço de um povo feliz.